quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

O dia extra

Hoje é dia extra. 
E já que nos foi concedida esta benesse de 4 em 4 anos porque não aproveitá-la da melhor maneira: pegar nestas 24 horas e torná-las as melhores 24 horas do ano. 
E agora na loucura: amanhã fazer o mesmo, e depois, e depois, e depois.... descobrindo assim a verdadeira razão da nossa existência: a busca constante da felicidade.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A economia está mesmo no fundinho!

Quando uma empresa com o nome "Apostar no Sonho" abre insolvência , o que nos resta?

Foge melga!

Acordo sempre com um humor de cão.
Na maior parte dos dias o mau humor não me larga todo o dia.
Acham razoável que alguém queira conviver comigo no local de trabalho? Eu não...
Mas anda lá uma alminha que deve estar a tentar ganhar um lugar no céu e está empenhada em transformar um verdadeiro eremita num ser afável e sociável. 
Não vai conseguir, tão certo como eu ser Frustrado da Silva.
Ou melhor, vai conseguir um pontapé no ramo se não pára de perguntar pelos filhinhos, pelo cãozinho e pelo caralho mais velho... Desculpem o termo, mas estou a ficar fora de mim.  

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

As mais deslumbrantes dos Oscares

Gostava de saber quem são... mas não sei.
Alguém conhece algum blog de alguma fashionista com imagens à maneira e opiniões aceitáveis. 
Só por curiosidade, para poder fazer conversa com as colegas do trabalho. Nunca se sabe quando iremos precisar delas... Queira Deus que nunca. Livra!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Clientes mistério! Blhac...

Calham-me sempre a mim. Que sina! 
Mas eu topo-os à distância. Vêm sempre com necessidades muito concretas, são muito objectivos e quando lhe colocamos algumas questões, ou são  evasivos ou inventam histórias que não lembram ao menino Jesus. Acabei de atender uma senhora que parecia estar com uma tremenda dor de dentes, daqueles clientes complicados que só querem "aquilo", porque é "aquilo" que a vai satisfazer, não há cedência, não há negociação possível, não há qualquer reacção ao meu discurso. Tive de cumprir todos os passos a que estou obrigado pelo protocolo mas a minha vontade era levantar-me da secretária e dar-lhe um valente abanão. Não posso, nem a ela nem a ninguém. Odeio o meu trabalho! 
O mais giro é depois, quando chega a hora de analisar os relatórios  em grupo e dissertar sobre todos os pontos positivos e menos positivos (sim, que negativos não há), com os olhos todos postos na minha pessoa. Logo eu que odeio ser o centro das atenções.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

7 - 1 = 6

A propósito do processo Casa Pia, Carlos Cruz viu a sua pena reduzida de 7anos para 6 anos pelo Tribunal da Relação de Lisboa.
Ainda não ouvi declarações do próprio nem do seu advogado mas de certeza que vai ser para recorrer para outra instância.
E se de recurso em recurso forem reduzindo um ano à pena, daqui a muitos anos ainda vamos ver o Carlos Cruz a ser declarado inocente e a ser indemnizado pelo Estado português.
Mas com a lentidão da justiça,já não devo estar cá para assistir ao desfecho deste processo.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

It's a new day

Há dias em que parece que renascemos e ganhamos forças que vêm não sei de onde...
Será do clima primaveril?

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Aviso à navegação

Informo todos os meus seguidores que para mim, e para mais meia dúzia de gatos pingados, hoje é um dia normal de trabalho.

A história da formiga que quis aniquilar o elefante... e conseguiu

Todos os dias as formigas tinham de reconstruir o seu formigueiro depois de um elefante arrogante o destruir sem dó nem piedade.
Cansadas desta rotina diária, as formigas engendraram um plano: vamos todas para o cimo daquela árvore e, quando o elefante pisar o formigueiro, atacamos.
E assim foi, quando o elefante passou as formigas lançaram-se sobre ele, mas este sacudiu-se e as formigas caíram todas no chão, com excepção de uma que conseguiu ficar agarrada ao pescoço.
No chão todas as formigas começaram a gritar: Enforca! Enforca!
E não é que conseguiu! 
Nem sempre as histórias acabam como nós imaginamos.
Vitória. Vitória. Acabou-se a história...

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Ding, Dong

O Pai Natal: Boa noite, o meu nome é João Lopes e eu venho da parte da Editora XPTO. Posso fazer-lhe só uma perguntinha? Tem filhos?

O Frustrado: Já fez. Mas para que quer saber se tenho filhos? Não está a pensar raptá-los, pois não? Olhe que eu não tenho dinheiro para resgates, só para comer e sabe Deus...

O Pai Natal: Não, que disparate. Eu tenho aqui uns livros para oferecer aos seus filhos.

O Frustrado: Desculpe mas neste momento não lhe posso comprar nenhum livro, volte numa outra altura.

O Pai Natal: São oferta, não tem de pagar nada!

O Frustrado: Eu agradeço imensa a amabilidade da oferta mas quando me dão alguma coisa de graça fico sempre com a leve impressão de que me vai custar muito dinheiro...

Insatisfação metereológica

Se chove... «esta chuva está a dar comigo em doida, a humidade mexe com o meu sistema nervoso!»
Se faz sol ... « não entendo como é possível, há tantos dias sem uma pinga de água. E a falta que está a fazer!»
Se está frio... «nunca mais é Verão.  Só de pensar nas sandálias que tenho guardadas começo logo a delirar.»
Se está quente... «as estações estão todas trocadas. Antigamente não era nada disto. Isto é tudo culpa do buraco do ozono. Ainda vai chegar a o tempo em que no Verão é Inverno e ao contrário, como no Brasil.»
Tenho uma ilustre colega de trabalho que entre outras pérolas, lá vai tecendo comentários contraditórios sobre o tempo.  
Quando há falta de assunto e tempo de sobra o resultado só pode ser este.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Os pesadelos de Ramsay

A ideia é bastante original.
Excelente a determinação e a capacidade de adaptação do Gordon. Está numa posição em que pode arriscar, não tem nada a perder! De qualquer maneira não lhe tiro o mérito.
Vou ali devorar mais um episódio...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Nossa... Nossa...Assim você me mata!

Hoje é o dia. 
Às 6:30h da matina o primeiro soldado já dava o toque da alvorada.
A ansiedade era muita!
Com uma coroa tombada e uma espada em riste, lá seguiram rumo à diversão.
E a bater o dente, as Princesas e os Zorros cá do burgo, deixam os bancos da escola e vão p´ra rua brincar ao Carnaval. Os automobilistas mais impacientes bem que apitam mas a marcha segue lenta, ao som do novo "Bicho".

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

No rescaldo do S. Valentim

Do ponto de vista sociológico, foi curioso assistir por essa blogosfera fora à troca de argumentos entre as românticas defensoras do Valentine's Day e aquelas que não estão nem aí pró dito cujo.
Eu não ligo nada ao Dia dos Namorados, mas eu sou homem, tenho desculpa... 
Agora aquelas pseudo-feministas que passam o ano todo a convencer-se que não existe motivo algum para celebrar o amor e que depois chegam ao dia e ficam de lágrima no canto do olho quando inesperadamente recebem um ramo de flores é que têm um piadão. 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Artilharia pesada


Feijão-verde congelado...

Os supermercados Lidl querem levar a tribunal uma pessoa por roubar uma embalagem de feijão-verde congelado que custa 77 cêntimos, embalagem esta que foi recuperada no momento do roubo.
Uma pessoa que rouba uma embalagem de feijão-verde das duas uma: ou é cleptomaníaca ( e nesse caso temos um problema do foro psiquiátrico para tratar) ou não tem dinheiro para comer e rouba para satisfazer uma necessidade básica. Nunca roubará feijão-verde congelado pelo enriquecimento fácil, como poderá facilmente ser deduzido.
O iluminado da direcção do Lidl que quer reclamar uma indemnização de 300 euros a uma pessoa que rouba para comer, em vez de insistir nessa ideia peregrina, e para não ir contra o princípio de que a pessoa cometeu um delito e deverá ser condenada por isso, talvez fosse melhor falar com a pessoa e dar-lhe a possibilidade de se redimir   trabalhado umas horas a desempenhar uma qualquer função que lhe fosse atribuída. Não entupia mais os tribunais com processos que não lembram ao menino Jesus e ficariam ressarcidos de todos os prejuízos que teve.
E já agora, no final da jornada de trabalho, para mostrar que não guardam rancores, oferecer um cabaz de alimentos básicos para a pessoa matar a fome da família.


terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Que é que é isto, meu Deus?

Ex-bancário mata mulher, filha e neta.
Mas onde é que nós estamos? USA?
Não, aconteceu em Beja, Portugal, país de brandos costumes.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

E quem não salta, não é lagarto!

E ele saltou mesmo, dali p'ra fora. Nada a fazer, o Domingos foi o elo mais fraco. Adeus!
Bem-vindo Sá Pinto e muita merda,  que é o que se deseja para quem vai entrar em cena. Só espero que não seja o início de mais um drama. 

Hip, Hip! Hurra.

Na Grécia chegaram finalmente a acordo quanto ao novo plano de austeridade. Entre turras e amassos lá conseguiram aprovar as medidas necessárias à libertação de mais dinheirinho.
Os mercados estão animados com a "boa nova" mas para os gregos isto não passa de conversa "da velha" e lá vão mostrando a sua insatisfação nas ruas.
Uma novela sem fim à vista... Ou alguém acredita que os gregos vão cumprir? 

sábado, 11 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Ping, Pong, Ping, Pong

Pong. Pong. Pong.
Tanto mexeram, tanto alteraram, tanto retiraram nas taxas moderadoras que agora não há pinga de sangue para realizar cirurgias no país.
Pois é! Estavam à espera da boa vontade dos portugueses. Os portugueses têm boa vontade mas não gostam que lhe apertem os calos.
Sr. ministro dê lá um empurrãozinho para por esta gente toda a doar sangue novamente.

Discos pedidos


«Deixem passar
Esta linda brincadeira,
Que a gente vamos bailar
Pr'a gentinha da Madeira!»

Um bailinho para a Angela Merkel do tio Alberto João

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Xiiiiiiii Patrão!

Hoje está frio que se farta.
Quem me manda a mim andar de corpinho bem feito? 
Toma lá uma constipação que é para aprenderes!

Glu, Glu, Glu

Estou seriamente a pensar comprar uma vaca leiteira e deixá-la a pastar no jardim do condomínio.
Matava dois coelhos de uma cajadada só: relva cortadinha e leitinho fresco pela manhã.
É que alimentar os dois bezerros lá de casa é cá um rombo no orçamento!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Brrrrrrrrr

Mesmo...
Depois de uma tarde inteira a fazer pesquisas na internet, sem almoçar, é desta que vou colapsar.
Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.Pum!
Sou só eu que não consigo encontrar nenhum emprego de jeito?
O Minho foi a casa que me acolheu há já alguns anos, mas neste momento não tem mesmo nada para me oferecer, profissionalmente falando.